A pandemia do coronavírus chegou rapidamente, mudando a forma de fazer negócios – e também a forma de trabalhar. A maioria das empresas adotou o sistema de home office, mas este foi apenas o início de uma transformação global para a qual você precisa estar preparado, caso queira ser um gestor completo.  

Vamos te mostrar algumas dicas para facilitar esta transição dentro da sua área e da sua empresa – e te mostrar que existem vários bons caminhos para se adaptar aos novos tempos e ter uma performance cada vez melhor.

Mente aberta a mudanças 

Em primeiro lugar, deve-se ter em mente que acompanhar as mudanças é crucial para a sobrevivência em um cenário como o atual.

Antigamente o valor econômico estava nos “estoques de conhecimento”, isto é, a empresa adquire o conhecimento, protege-o rigorosamente para que não seja acessível a outros e extrai desse conhecimento o for útil e lucrativo para entregar ao mercado.

E o mercado de trabalho já estava mudando antes da pandemia – ela apenas acelerou as coisas. Agora, cada vez mais, o conhecimento deverá evoluir de uma pessoa para outra, ser dinâmico, descentralizado. A empresa tem como papel desenvolver cada vez mais as pessoas e não apenas.

A pandemia acelerou novas formas de trocar conhecimento

Segundo o fundador e presidente do Deloitte Center for the Edge, John Hagel III, “as formas de conhecimento devem caminhar dentro de uma organização.” E as novas formas de trocar conhecimento tiveram que ser altamente aceleradas com o trabalho remoto, porque estamos todos longe e tendo que produzir cada vez mais. A pergunta que todo gestor tem que se fazer agora é: como unir este conhecimento todo e beneficiar minha equipe com isso?  

Dar a oportunidade para os funcionários, não só acessarem o conhecimento adquirido pela organização, mas, além disso, explorá-lo e testá-lo para que ele possa evoluir.

Na Duuca, o conhecimento adquirido está presente de forma horizontal, assim não fica intacto e inerte, ao contrário, ele permanece em evolução constante.

Jonh ainda cita exemplos que mostram como é importante a aprendizagem escalável porque ela está baseada na ação, ao invés de se basear em insights. 

Valer muito mais interpretar ambientes e condições, para depois alocar recursos de maneiras novas e eficazes para gerar valor. Ações assim podem ser vistas dando bons resultados nas mais diversas indústrias.

Construa a sua máquina de aprendizagem escalável

Outro problema que ficou ainda mais latente com a pandemia é a escassez de habilidades. Quantas vezes você já viu alguma reportagem falando sobre o mercado de trabalho ter vagas, mas não conseguir preenchê-las por falta de mão de obra qualificada?  

Por óbvio, bons profissionais serão caros – e é aí que surge uma questão: o quanto você desenvolve os seus funcionários? Muitas vezes a solução está dentro da empresa, mas o RH gasta o tempo dele buscando candidatos ao invés de desenvolvendo talentos de quem já está dentro de casa.

E este cenário na pandemia não melhorou: as empresas enfrentam uma crise financeira que não permite grandes investimentos – ela vai exigir que se faça mais com o material que já se tem em mãos.

A solução é clara: treinar, desenvolver e evoluir as equipes.

Treine e desenvolva na Duuca

Imagine ter uma plataforma contendo todas as informações e conhecimentos adquiridos no decorrer do tempo pela companhia. Você poderia usa-la tanto para desenvolver seus funcionários quanto para treinar e acelerar a curva de aprendizado inicial das novas contratações.

E tudo online, uma vez que seu time todo está remoto.

A Duuca é uma RHTech que busca fazer com que o desenvolvimento de pessoas e empresas seja mais fluido e eficiente, somos o parceiro ideal para minimizar as consequências que essa pandemia tem gerado aos empreendedores. 

Acesse o nosso site e conheça mais sobre a Duuca!

Leave a Reply

Your email address will not be published.